05/01/2018 Rosana Romão 3Comment

O ano de 2017 fez muitos viajantes se reinventarem e descobrirem destinos nacionais pouco explorados. O Jalapão e a Chapada das Mesas são exemplos disso. Apesar de estarem em estados diferentes, com tempo disponível, é possível conhecer os dois lugares na mesma viagem. As empresas de turismo locais já oferecem o serviço, nomeado de Jalapada (Jalapão e Chapada). Mas por que esses destinos estão em evidência? O que eles têm de especial? É o que você vai conferir neste texto. Acompanhe!

Jalapão – TO

O Parque Estadual do Jalapão (JEP) está localizado no centro-leste do Estado de Tocantins e fica a 190 km da capital Palmas — percurso feito com veículos de tração 4X4. A natureza é o principal atrativo: fervedouros, cachoeiras cristalinas, nascentes de água verde-esmeralda, chapadões e dunas alaranjadas de areia fina que podem ter até 40 metros de altura. Por esses motivos, é  considerado um dos principais destinos ecoturísticos do Brasil.

FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda

Criado pela Lei Estadual 1.203/2001, o parque possui 34 mil km², com concentração no município de Mateiros e limites com as cidades de Ponte Alta do Tocantins, São Félix do Tocantins e Novo Acordo. A vegetação tem o cerrado mais bem preservado do país, que encontra-se com o pantanal e a floresta amazônica, um espetáculo raro.

O grande cartão-postal do Jalapão são os fervedouros — locais com águas cristalinas onde é impossível afundar devido à pressão exercida pela água que brota do fundo, misturando-se à areia fininha. Mas existem outros atrativos: Cachoeira da Formiga (água verde-esmeralda), Cachoeira da Velha (100 metros de largura e 15 de altura) e o Cânion Sussuapara. Quem desejar explorar todo o Estado também pode conhecer a Ilha do Bananal (maior ilha fluvial do mundo), o Bico do Papagaio e as praias de rios. A alta temporada se dá no período de junho a agosto, com temperatura média de 30ºC.

Estrada do Jalapão. (FOTO: Fábio Arruda)
Estrada do Jalapão. (FOTO: Fábio Arruda)
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda

Diferenciais

O lugar é ideal para quem gosta da natureza e da vida selvagem, com hospedagem à beira dos rios e gastronomia influenciada pelas culturas indígena, portuguesa, paulista e mineira. Além disso, você vai encantar-se com a diversidade de plantas nativas, como o capim dourado, que tem a cor parecida com o ouro e é muito usado em peças de artesanato.

Mesmo com 16 anos de existência, o Jalapão era pouco conhecido. Mas com a recente exposição na mídia (redes sociais e novela O Outro Lado do Paraíso, da Rede Globo) e com o crescimento das empresas de turismo da região, esse destino é um dos mais desejados para 2018.

O Impressões de Viagens fez uma expedição pelo Jalapão e captou vídeos e imagens incríveis! Os vídeos mostram a chegada, os fervedouros e as cachoeiras e cânions.

Chapada das Mesas – MA

Esse é um destino ainda pouco conhecido pela maioria dos brasileiros, mas está conquistando os turistas, principalmente os que optam pela Jalapada. O Parque Nacional da Chapada das Mesas está localizado no sul do Maranhão, na divisa com Tocantins.

Para quem vem de outras regiões, o ideal é pegar um voo até Imperatriz (MA) e de lá ir para Carolina, cidade base da Chapada das Mesas. São 226 quilômetros de distância, que podem ser percorridos de carro, ônibus ou transfer privativo. A melhor época é a partir de agosto, quando termina a época de chuvas. Como o destino ainda não é tão conhecido, dificilmente você irá encontrar a Chapada super lotada. A maioria dos turistas vem do Pará.

O município de Carolina fica a 800 km de São Luís e é chamado de Paraíso das Águas, pois possui mais de 400 nascentes e cerca de 89 cachoeiras. Além desse balneário, as formações rochosas esculpidas pelo vento e pela chuva impressionam.  É o lugar perfeito para quem gosta do turismo de aventura: caminhada, trekking, rafting e rapel.

FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda

Para explorar os mais de 160 hectares de matas, cânions, cerrado, grutas e cachoeiras, você precisa de um carro 4X4, pois as estradas são de terra e as atrações ficam distantes  —  às vezes mais de 100 km de Carolina. Por isso, é importante contratar um guia ou agência para realizar os passeios e aproveitar melhor a viagem. Reserve quatro dias inteiros para visitar a Chapada. Confira os lugares que precisam estar no seu roteiro:

  • Cachoeira Santa Bárbara (76 metros de queda);
  • Cachoeira São Romão (22 metros de altura e 33 metros de largura);
  • Cachoeiras da Prata (26 metros);
  • Cachoeiras Capelão e Caverna;
  • Cachoeira Itapecuru;
  • Encanto Azul;
  • Poço Azul;
  • Santuário da Pedra Caída;
  • Portal da Chapada;
  • Morro do Chapéu (378 metros de altitude);
  • Refúgio Ecológico Serra Torre da Lua;
  • Pôr do sol no Rio Tocantins ou no Portal da Chapada.
Município de Carolina, no Maranhão. (FOTO: Fábio Arruda)
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda
FOTO: Fábio Arruda

Passeios imperdíveis

Se você gosta de aventura e tem experiência em trekking, vale a pena subir o Morro do Chapéu e apreciar a vista exuberante da Chapada das Mesas. Toda a subida é feita em rocha arenítica e tem grau de dificuldade alto, por isso só é recomendado para experientes. Mas se você curte um passeio mais tranquilo, aproveite a noite para caminhar pela bucólica Carolina e conhecer seus prédios históricos e a vida de suas praças.

No Complexo da Pedra Caída, você pode desfrutar da tirolesa mais alta da América do Sul e a segunda mais comprida do país — a primeira fica no município de Pedra Bela, em São Paulo. São 1,4 mil metros de comprimento e 392 metros, a vista é de impressionar!

E cartão-postal não pode faltar: o Portal da Chapada. De lá é possível avistar a vegetação do cerrado, os pilares da Chapada e o Morro do Chapéu através de uma moldura natural, esculpida no arenito. Seja de dia ou no pôr do sol, o ar puro e a beleza da natureza encantam. Não é à toa que, assim como o Jalapão, a Chapada das Mesas está conquistando os viajantes e as redes sociais.

Gostou dos destinos? Já foi ou pretende conhecer algum deles em 2018? Então conta aqui nos comentários!

Agradecimento: Fábio Arruda / Impressões de Viagens

3 thoughts on “Jalapão e Chapada das Mesas: por que estão em evidência?

  1. Que LIIIINDOS! um dos meus objetivos é conhecer essa região esse ano, o Brasil tem tantos lugares encantadores, ne? e a vida passa tão rápido, temos q aproveitar.

  2. Já vinha pesquisando viagem para Carolina há algum tempo! Agora fiquei mais animada. Mas como são as eatadias? Será se o roteiro Carolina + lençóis Maranhenses tb n fica legal?

    1. Pra fazer os dois precisa ter pelo menos 10 dias, porque Carolina fica no sul do estado. Uma distância de mais de 800 km dos lençóis Maranhenses.

      Mas se fizer só Carolina já vale, porque lá tem muitas atrações. E dá pra pegar um voo pra Imperatriz, que fica a 213 km de Carolina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *