10/02/2017 Rosana Romão 0Comment

Charme e tradição. É assim que eu descrevo o Sítio São Roque. Situado no município de Mulungu, na Serra de Baturité, ele é cercado por mata atlântica e pertence à família Farias desde 1913. É um dos pioneiros no cultivo do café ecológico, com produção sombreada. Visitar esse sítio é uma oportunidade de conhecer o passado, próximo à natureza e com a companhia agradável de Seu Gerardo Farias, o homem que preserva a tradição da família.

Entrar no casarão, é como voltar no tempo. Você se sente em um filme de época. A arquitetura e móveis antigos preservados, como as receitas culinárias da matriarca da família, Amélia Queiroz Farias. O cenário histórico também possui uma capela em homenagem a São Roque. O pomar e o jardim dão um toque de cor ao ambiente, e na sombra das árvores é possível se deliciar com o café cultivado no local.

Na parte externa, é possível visualizar o local onde é feita a faxina – lugar onde o café é posto para secar -, além de conhecer as etapas de produção no Armazém do Café. O sítio conta com uma trilha em meio a mata nativa e os cafezais. O percurso é feito com o proprietário, Seu Gerardo Farias, que recebe os visitantes contando suas jornada na preservação do meio ambiente com centenas de pés de cafés em meio às ingazeiras.

O proprietário, Gerardo Farias, tem 90 anos de idade e pacientemente fala sobre a sua luta em produzir café orgânico. (FOTO: Rosana Romão)
O proprietário, Gerardo Farias, tem 90 anos de idade e pacientemente fala sobre a sua luta em produzir café orgânico. (FOTO: Rosana Romão)

A máquina de pilar café data de 1952, modelo D’Andréa nº 2, fabricada em Limeira, São Paulo. Ainda em funcionamento, é considerada uma peça rara. Os balaios, maquinários, engenho de cana de açúcar e peças antigas são preservados para serem expostos em um pequeno museu, que está sendo projetado.

Depois de todo o passeio, a vontade que você tem é de ficar sentado debaixo das árvores, ouvindo as histórias de Seu Gerardo, enquanto saboreia um delicioso café e doces feitos com as frutas do sítio em um fogão à lenha. A responsável por essa culinária é Marcinha, funcionária do sítio, com uma simpatia de fazer você se sentir em casa.

O Sítio São Roque, é apenas um ponto da Rota do Café Verde, idealizada pelo Sebrae Ceará. Ela é composta por quatro municípios: Baturité, Mulungu, Pacoti e Guaramiranga. O objetivo é valorizar os produtores de café da Serra de Baturité, além de promover o turismo sustentável. O passeio pode ser feito em um único dia, com garantia de sair de lá já com a vontade de voltar.

Para desfrutar, o visitante pode comprar o voucher ou fazer a rota de forma independente, agendando as visitas diretamente com as propriedades. Na compra do voucher, existem quatro opções de visitação, duas delas com saídas de Guaramiranga e duas com visitas iniciadas em Baturité.

A máquina de pilar café data de 1952. (FOTO: Divulgação)
A máquina de pilar café data de 1952. (FOTO: Divulgação)

Dentro do sítio há capela, pomar, jardim e uma diversidade de espécies de pássaros. (FOTO: Rosana Romão)
Dentro do sítio há capela, pomar, jardim e uma diversidade de espécies de pássaros. (FOTO: Rosana Romão)

Serviço

Contato: (85) 3328-1328 e (85) 9 9983-9875
As visitas são realizadas de quinta- feira a domingo (incluindo feriados), de 10 às 17h. É obrigatório o agendamento prévio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *